Mês da Consciência Negra: Fábricas de Cultura discutem as resistências e tradições do povo negro

0
71

No dia 20 de novembro relembramos a história e a luta dos negros pelos diretos humanos no Brasil. A data é em referência à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, em 1695. Ele defendendo a comunidade negra e lutando pelo fim da escravidão. Para debater as questões relacionadas ao tema, as Fábricas de Cultura, prepararam uma programação cheia de atividades.

Entre os principais destaques estão: “Mural Tons da Terra Mãe”, que é um projeto do artista Alexandre Keto, que, por meio do graffiti, mostra sua vivência em cinco países africanos, a fim de questionar e conscientizar a importância destas regiões para a construção de identidade da juventude brasileira. O evento será no dia 17 de novembro, sexta-feira, das 10h às 17h, na Fábrica de Cultura Jaçanã. Também no Jaçanã, no dia 22 de novembro, às 18h, haverá a palestra sobre “Protagonismo do Negro na Contemporaneidade” com a participação de Bruna Salles, Junior Rocha e Derek Amorim.

A MC Amanda Negrasim compartilhará conhecimentos de seu repertório cultural, que foi vivenciado e aprendido em sua turnê pela África, durante o “Workshop Rima, Poesia e Multiculturalismo Afro-Periférico”, no dia 8 de novembro, das 15h00 às 17h00, na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha. Na mesma unidade acontece a exposição “Expoentes Negros” com fotografias de Sheila Falcão, Júnior Alves e Rodrigo Santos, que retratam pessoas negras que se destacaram em diversas áreas do conhecimento.

Ainda na zona norte, será realizada a “Semana de Filmes: Histórias do Continente Africano”, entre os dias 14 e 17 de novembro, na Fábrica de Cultura Brasilândia. As produções cinematográficas que serão exibidas abordam histórias do continente africano e retratam suas diferentes perspectivas culturais e sociais.

Para mais informações sobre programação e funcionamento das unidades, acesse o site.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu nome