Programação do Dia Internacional da Mulher Negra Latina e Caribenha na Fábrica de Cultura

0
263

Em 1992, mulheres negras da América Latina e Caribe se reuniram no Encontro de Mulheres Negras Latinas e Caribenhas. Ali discutiram sobre machismo e racismo, opressões estruturais que as atingem duplamente, bem como formas de combatê-los. A partir disso, surgiu uma rede de mulheres que, unidas, lutaram para que a ONU reconhecesse o dia 25 de julho como Dia Internacional da Mulher Negra Latina e Caribenha.

Para dar visibilidade à data e promover reflexões sobre as diferentes formas que machismo e racismo impactam na vida de mulheres negras, a Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha preparou atividades especiais durante o mês de julho.

Quantas escritoras você conhece? Participe das Quartas literárias: lendo autoras e descubra a importância de Carolina Maria de Jesus, Conceição Evaristo, Jarid Arraes e outras escritoras para a literatura brasileira. Os encontros acontecem às quartas-feiras, 15h, dias 18 e 25 de julho, na Vila Nova Cachoeirinha.

Em Eu, mulher negra artista (r)existo!, o público conversa sobre mulheres negras latino-americanas e caribenhas que contribuem diariamente para a arte, como a ilustradora Annie Ganzala (Brasil – Salvador) e a ceramista Anda as Carrancas (Brasil – Pernambuco). A atividade acontece 31 de julho, terça-feira, às 15h na Vila Nova Cachoeirinha.

Serviço:
Quartas literárias: lendo autoras

Dias 18 e 25/7, quartas-feiras, das 15h às 17h
Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.
Recomendação etária: maiores de 8 anos

Eu, mulher negra artista (r)existo!
Dia 31/7, terça-feira, das 15h às 17h
Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.
Recomendação etária: maiores de 7 anos

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral, 1575
www.fabricasdecultura.org.br | Acessibilidade no local.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu nome