CCJ comemora aniversário com atividades infantis, show de Zezé Mota e Xenia França entre outras atividades gratuitas

0
222

Zezé Motta – Foto: Divulgação

Para comemorar os 13 anos do Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso – CCJ, foi criada uma programação especial com abertura de exposição, atividade dedicada às crianças, shows musicais com Zezé Motta e Xênia França, Sarau da Corrente e oficinas de samba rock e musicalização de capoeira. As atividades gratuitas e acontecem durante o próximo final de semana, nos dias 23 e 24 de março. Confira a programação:

INFANTIL
Data: Dias 23 e 24, das 10h às 15h.
Descrição: Nas atividades, brinquedos infláveis e pintura facial, além de distribuição de pipoca, algodão doce e bolo de aniversário, que será servido no domingo às 15h.

AULA ABERTA SAMBA ROCK
Data: Dia 23 de março, das 16h às 18h.
Classificação Indicativa: a partir dos 14 anos
Neste dia a oficina de Samba Rock abre espaço para participação de todos, é só chegar e bailar com a coordenadora Mariana dos Santos.


Exposição “O Bolor, as Palavras e o Tempo” – Foto: Divulgação

EXPOSIÇÃO: O BOLOR, AS PALAVRAS E O TEMPO
Data: Dia 23 de março, às 18h30
Classificação Indicativa: Livre
Com formação em Arte pela Universidade da California Irvine, Arthur Boscolo aos 22 anos já participou de três exposições internacionais. Em 2016 fez sua estreia no mundo das artes na Galeria Beall Center for Art + Technology. Em 2017, a Galeria Catalyst recebeu a obra “Reticências, Reticências e Asteriscos”. E em 2018 expôs a instalação “O Bolor, as Palavras e o Tempo” na University Art Galery, em Irvine, Califórnia. Seu trabalho versa pela pesquisa de formas orgânicas compartilhadas numa linguagem visual de transparência e formas, gerando objetos de diferentes proporções, materialidades e temporalidades. Faz parte de seu projeto levar à exposição ao Brasil e realizar atividades formativas sobre seu processo criativo.


Xenia França – Foto: Thomas Arthuzzi

SHOW XENIA FRANÇA
Data: 23 de março, às 20h
Classificação Indicativa: 16 anos
Xenia França é baiana e radicada em São Paulo. Começou na carreira em 2007 quando cantava no extinto grupo Capadoxe e também integrou a banda Aláfia. Inserida em um cenário artístico de resgate e propagação da cultura afro-brasileira, a cantora se transformou em uma referência de empoderamento e comportamento feminino. Com pouco tempo de carreira e dois discos lançados, “A Coragem da Luz” e “Xênia”, já dividiu o palco com Elza Soares, Maria Bethânia, Emicida, Criolo, Margareth Menezes, Teresa Cristina, Filipe Catto, Roberta Estrela D’Alva, Larissa Luz, Pipo Pegoraro, Batanga & Cia e mais.

AULA ABERTA MUSICALIZAÇÃO PARA CAPOEIRA
Data: Dia 24 de março, das 10h às 12h.
Classificação Indicativa: Livre
O Grupo Capoeira Abolição ministrará uma aula aberta sobre a Música na Capoeira.

SARAU ELO DA CORRENTE CONVIDA ZEZÉ MOTTA
Data: 24 de março, das 15h30 às 17h30
Classificação Indicativa: Livre
O Sarau Elo da Corrente é uma roda de poesias idealizada por Michel Yakini e Raquel Almeida e realizada mensalmente no Bar do Santista. Desde 2007 o sarau fortalece a literatura e suas vozes nas noites de quinta-feira no bairro de Pirituba, mas expande seu conhecimento e parceria com projetos em todas as regiões da cidade de São Paulo. O Elo da Corrente conta com a participação de Zezé Motta.


Zezé Motta – Foto: Jardiel Carvalho

SHOW ZEZÉ MOTTA – ATENDENDO A PEDIDOS
Data: 24 de março, às 18h
Classificação Indicativa: Livre
Aos 50 anos de carreira, Zezé Motta é um dos personagens mais interessantes da cultura negra brasileira. Atriz de cinema, teatro, televisão e cantora, apresenta um show reunindo parte dos clássicos de Luiz Melodia que ela gravou, como Magrelinha, Dores de Amores e outras que estão em “Negra Melodia”. Zezé sempre gostou de homenagear seus compositores preferidos em shows, cantando Caetano Veloso, Luiz Melodia, Jards Macalé e Elizeth Cardoso, entre outros. Então, ao longo deste tempo, anotou as músicas que, independentemente dos compositores, eram as mais aclamadas pelo público e mesmo que não estivessem no repertório de determinado show, eram pedidas para que cantasse. Assim surgiu o show “Atendendo a Pedidos”. A voz poderosa da artista ecoa na história da música brasileira há muito tempo, desde os anos 1970, quando gravou seu primeiro disco solo, com músicas inéditas de compositores como Rita Lee e Moraes Moreira. Sua voz imortalizou clássicos como “Trocando em Miúdos”, de Chico Buarque e Francis Hime, e “Pecado Original”, de Caetano Veloso.

Serviço:
Aniversário do CCJ
Data: Dias 23 e 24 de março
Gratuito
Onde: Centro Cultura da Juventude Ruth Cardoso – CCJ
Av. Deputado Emilio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha
Telefone: (11) 3343-8999

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu nome