Diferenças e semelhanças da acupuntura animal e humana

0
370

Com o crescimento do mercado pet, vemos cada vez mais tratamentos reconhecidos como de luxo. Quer sejam banhos em ofurôs para cães e gatos, tratamento em pelos e garras, e agora, até mesmo acupuntura. Mas em sabendo das implicações da acupuntura humana, como seria a animal?

Como a morfologia dos pets é completamente diferente da humana, em alguns momentos nos pegamos duvidando dos benefícios da acupuntura veterinária e as semelhanças no passo a passo dados pelo profissional junto ao pet. Bem, para sanar essas questões, resolvemos trazer aqui um comparativo super explicativo!

A acupuntura veterinária terapêutica tem a mesma raiz para ambas as práticas, a cultura oriental. Sendo uma terapia reflexiva que usa a estimulação de pontos específicos do corpo para atingir o efeito terapêutico, a acupuntura usa desde conceitos como Yin e Yang, como também da anatomia.

É na anatomia, apenas, que a acupuntura veterinária e humana se separam. Segundo a MTC, a Medicina Tradicional Chinesa, as doenças são apenas a interação entre agentes e nosso organismo, desencadeados pelo desequilíbrio do Yin e Yang.

Essa desarmonia determina o curso da doença, e pode ser corrigida através da acupuntura. Mas antes de partir para as agulhas, a MTC, assim como em qualquer tratamento, precisa de um diagnóstico. É por isso que na acupuntura animal é sempre necessário possuir um acompanhamento veterinário.

Os métodos usados na acupuntura veterinária são idênticos aos utilizados nas pessoas. Os métodos que vão ser aplicados no tratamento vão depender tanto dos pontos onde o estímulo será efetivado, quanto do motivo pelo qual ele é necessário (a cura de que diagnóstico).

Isso em mente, o estímulo do ponto pode ser feito de várias formas, mas os mais tradicionais são:

Variação da pressão física
Algo parecido como uma massagem no ponto. Os massageadores podem ser feitos de madeira, ventosas ou outros. As ventosas podem ser de difícil uso por causa da presença de pelos dos animais, mas para casos em que isso é possível, o meio é utilizado;

Agulhamento
O mais conhecido dos tipos de estímulo da acupuntura, o agulhamento possui uma variedade imensa de meios para ocorrer, principalmente pela vasta diversidade de tamanho das agulhas, assim como o procedimento de inserção e manipulação delas. O material que as compõe costuma ser o aço inoxidável, e atinge os tecidos subcutâneos, podendo em alguns casos alcançar músculos ou ossos;

Variação de temperatura
Uma das técnicas menos conhecidas da acupuntura tanto humana quanto animal, mas extremamente funcional, é a variação de temperatura, ou Moxabustão, que é o aquecimento de bastões incandescentes junto com a anestesia do local com gelo;

Eletrocupuntura
Essa, consiste na passagem de corrente elétrica através da agulha, podendo variar na frequência e intensidade da carga para se conseguir diferentes resultados;

Sangria
Essa técnica é geralmente utilizada na medicina veterinária e tão somente nela. A sangria costuma ser bastante requisitada para os quadros agudos dolorosos ou febris. O volume de sangue a ser retirado se liga diretamente ao porte do animal, variando de algumas gotas a alguns ml.

Como deu para notar, as práticas de acupuntura animal e humana são bem próximas, variando apenas em alguns métodos, formas e pontos de aplicação. Isso dito, dá até vontade de marcar uma prática de acupuntura lado a lado com nosso pet, não é mesmo? Com os avanços na saúde animal, em breve isso poderá até ser possível.

Por ser uma prática relativamente invasiva, o agulhamento pode não ser recomendado para todos os pets, já que alguns podem ficar assustadiços e ter movimentos bruscos prejudiciais à saúde do mesmo.

Sabendo disso, tente conversar com seu veterinário, a fim de conseguir o feedback mais claro possível, assim como uma indicação clara de que o agulhamento ou outro método podem ser válidos para a melhora da saúde de seu pequeno!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu nome