Fábricas de Cultura abordam ancestralidade, cultura e estética negra

0
423

Imagem – crédito: Nappy.co

Ao longo do mês de setembro algumas unidades das Fábricas de Cultura promoverão, em sua programação, atividades artístico-pedagógicas que abordam histórias e elementos culturais de origem afro.

Na quinta-feira, dia 12 de setembro, às 10h30, a Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha realiza a oficina Navegando pela Diáspora Africana. A partir da leitura de livros do acervo da biblioteca da unidade que abordam o protagonismo da cultura e identidade afro tanto na história como na mitologia, será proposta aos participantes a produção de pinturas faciais que resgatam a ancestralidade de algumas tribos, utilizadas para caracterizar suas identidades e exaltar sua beleza.

A Fábrica de Cultura Brasilândia recorre ao lúdico para introduzir o público a outras culturas. No dia 26 de setembro, às 14h, os participantes conhecerão a Amarelinha Africana, que estimula o trabalho de ritmo e coordenação motora, além de apresentar novas regras. Nela não são utilizadas pedrinhas e também não temos céu ou inferno.

A programação é encerrada na Fábrica de Cultura Jaçanã, no dia 27 de setembro, às 14h30, com a contação de histórias Do mítico a ancestralidade: a religiosidade pelas abayomis. O objetivo é apresentar um olhar ressignificado das divindades de matrizes africanas por meio das bonecas. Algumas delas serão oferendadas na contação, reverenciando sua importância, sua influência e sua presença religiosa e ancestral na sociedade brasileira.

Serviço:
Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral, 1575
Navegando pela Diáspora Africana
Dia 12/9, quinta-feira, das 10h30 às 12h30

Fábrica de Cultura Brasilândia
Avenida General Penha Brasil, 2508
Amarelinha Africana
Dia 26/9, quinta-feira, das 14h30 às 16h30

Fábrica de Cultura Jaçanã
Rua Raimundo Eduardo da Silva, 138
Do mítico a ancestralidade: a religiosidade pelas abayomis
Dia 27/9, sexta-feira, das 14h30 às 16h30

Mais informações: www.fabricasdecultura.org.br

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu nome