Museu do Transporte Público é opção de lazer na ZN

0
769

Foto: Divulgação

Isso mesmo. Muitos não sabem, mas a zona norte de São Paulo abriga, entre muitos locais excelentes para se visitar, o Museu do Transporte Público.

Inaugurado em 1985, o museu foi iniciativa do ex-funcionário da Companhia Municipal de Transportes Coletivos, Gaetano Ferolla. Ao longo do tempo a coleção foi enriquecida por doações de colecionadores e instituições. São elas as responsáveis por evocar a aura romântica da cidade no século XIX.

A década de 20 é lembrada nos bancos e luminárias e até um bonde de areia que ficam no jardim de entrada. Já o ônibus “Double Decker”, inspirado nos famosos ônibus londrinos de dois andares, leva o visitante aos anos 80, época em que circulou pelas ruas de São Paulo. Quem hoje cruza a cidade de um lado para outro nos atuais coletivos precisa saber como isso era feito antes.


Foto: Divulgação 

O museu guarda relíquias, como o primeiro bonde a circular no Brasil – no Rio de Janeiro, em 1859, e em São Paulo, em 1872 – até o primeiro trólebus de fabricação nacional, produzido em 1960.

Integram o acervo da instituição sete veículos, cerca de 1.500 fotos e 1.500 livros, além de móveis, objetos e documentos sobre a evolução do transporte urbano.

Hoje, mantido e administrado pela SPTrans, o museu tem muitas histórias interessantes como na época em que eram poucos os bairros e a concentração populacional estava nas ruas Direita, do Rosário e São Bento, local onde residiam as famílias de posse. Os bairros como Brás, Santo Amaro e Penha estavam começando e para chegar até eles era preciso alugar um carro de boi. Não existia tabela ou cálculo para estabelecer os preços das viagens. Mas um italiano, Donato Severino, publicou em jornal, uma tabela de preços para carros de aluguel, estabelecendo valor por hora ou para locais conhecidos. Começava, então, o transporte público tabelado.

Serviço:
Museu do Transporte Público
Horários: de terça a domingo, das 9h às 17h
Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 780, Canindé, São Paulo/SP
Tel.: (11) 3315-8884 (visitas monitoradas)
Preço: entrada franca
Mais informações: ligue para 156 ou  www.sptrans.com.br/museu


Foto: Divulgação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário
Digite seu nome