MODA E BELEZA

Bolsas: Alça de corrente e nova tendência

Fotos: Divulgação

Influenciadora digital Juliana Cunha mostra como a novidade da vez é a bolsa com alça de correntes, cada vez mais comum entre as mulheres

Companheira inseparável das mulheres, a bolsa é hoje um acessório indispensável para elas. Os modelos escolhidos variam de acordo com a personalidade e necessidades, mas em comum todas elas assumem um papel primordial para o dia a dia, que vai desde guardar carteiras, documentos e chaves até acomodar produtos de maquiagem diversos. Além disso, as bolsas assumem cada vez mais a função estética no look.

É comum observar que cada mulher trata sua bolsa como um complemento de si mesma. Então, para sair por aí, nada melhor do que uma que esteja em sintonia com o vestuário, não é mesmo?

A influenciadora digital Juliana Cunha tem apostado em uma nova tendência que chegou com tudo: As bolsas com alças de correntes:

“Além de esteticamente serem muito bonitas, elas dão uma segurança também ao serem transportadas. Afinal, as correntes não escorregam facilmente pelas mãos”, observa Juliana.

Por estarem em evidência, essa peça pode ser encontrada à venda nos mais variados estilos e preços: “Em uma rápida pesquisa, é possível encontrar bolsas de tamanhos, cores e estilos variados. Na mesma sintonia estão as correntes, que podem ser pretas, prateadas, douradas… Enfim, tem para todos os gostos”, destaca Juliana.

Quem ama bolsa sabe que o acessório é capaz de mudar qualquer look, por isso a influenciadora dá uma dica para quem deseja investir nesta peça: “As bolsas com correntes podem ser usadas tanto em ocasião profissional, quanto casual. Seja para ir ao trabalho ou uma festa, o destaque é garantido. A variedade de cores e modelos é tão diversificada que, certamente, há opções para combinar com suas roupas”.

Para quem não sabe, a bolsa é um dos símbolos do empoderamento da mulher. Até a Primeira Guerra Mundial ela era um adereço essencialmente masculino. “Tanto elas quanto os sapatos, eram adereços dos homens e as mulheres não podiam usá-los! A bolsa somente foi introduzida na moda feminina após esse período, quando muitos homens morreram e as mulheres ficaram sozinhas para cuidar dos filhos”, revela Juliana Cunha.

Ao irem para o trabalho, as mulheres naquele momento precisavam de algo para carregar itens essenciais, principalmente dinheiro, a chave de casa e uma lanterna. “Essa bolsa que foi desenhada misturando uma maleta de médico com mala de viagem foi chamada de bolsa lanterna. Desde então, estando inclusa na moda, a bolsa passou por diversos estilos, materiais e modelos, de acordo com o contexto de uso; chegando até aqui, onde é quase impossível separar uma mulher de sua bolsa”, completa a influenciadora.

Crédito: Matt Ferreira / MF Press Global

Deixe uma resposta