MODA E BELEZA

Conheça os principais ativos anti-idade para uma pele mais firme

Foto: Reprodução/Farmácia Estética  –   

Embora os sinais do envelhecimento sejam inevitáveis, ter uma pele lisa e sem marcas de expressão é hoje uma possibilidade real para mulheres que já passaram dos 30 anos. “A ciência está cada vez mais avançada neste sentido e atualmente já contamos com inúmeras substâncias capazes de estimular a produção de colágeno, promover a renovação celular, melhorar a irrigação sanguínea facial e suavizar as rugas”, afirma Dr. Eduardo Kanashiro, cirurgião plástico e fundador da Academia da Pele, startup criada para revolucionar e democratizar o autocuidado.

Segundo o especialista, são muitos os ativos anti-idade criados para prevenir e atenuar os sinais de envelhecimento, e eles estão em alta. “As pessoas recorrem a estes compostos sem pestanejar porque são menos invasivos do que outros procedimentos, além de apresentarem resultados bastante positivos”, diz Dr. Kanashiro.

Entre os ativos mais utilizados para rejuvenescer, estão o retinol, vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico entre outros. Mas o médico lembra que, para ter a pele dos sonhos, também é importante ter um estilo de vida saudável e adotar alguns hábitos diários simples, como o uso de filtro solar para prevenir a radiação, tomar bastante água e utilizar produtos hidratantes.

“Hidratar-se é fundamental porque o envelhecimento faz com que as glândulas sebáceas diminuam em quantidade e tamanho, dando à pele aspecto desidratado”, explica ele. É por isso que prevenir o envelhecimento está ligado ao hábito de beber água e também ao consumo de alimentos ricos em antioxidantes. “E, claro, é sempre recomendável evitar comidas com muito açúcar e gordura”.
Dr. Kanashiro listou os principais ativos anti-idade. Confira quais são eles:

Retinol
Trata-se de uma molécula da vitamina A, a forma alcoólica do ácido retinóico. “É a substância com maior comprovação científica sobre sua ação contra os efeitos do tempo”, diz o cirurgião plástico. Entre os benefícios do retinol, estão a renovação celular, a melhora da irrigação sanguínea facial e a suavização das rugas.
Conforme o Dr. Kanashiro explica que o retinol aumenta a produção de colágeno da pele, que é o ingrediente responsável pela capacidade elástica e resistência da pele – sem ele, ela fica mais flácida e frágil. “Outro efeito positivo é que ele ajuda a minimizar os poros abertos e corrigir marcas e manchas residuais de acne; aumenta a nutrição das células do sangue e uniformiza a tonalidade da pele, o que melhora a aparência facial como um todo.

Vitamina C
Graças à sua ação antioxidante, ela é uma verdadeira heroína na luta por uma pele lisinha e hidratada, combatendo os radicais livres e agindo como firmador, diminuindo rugas e linhas de expressão.
Os procedimentos à base de vitamina C uniformizam a tonalidade da pele ao clarear manchas, reduzindo a pigmentação existente. “Isso acontece porque a substância reorganiza as fibras elásticas danificadas pela exposição solar”, revela o cirurgião plástico. O resultado desta ação é a inibição do progresso do escurecimento da pele, garantindo luminosidade e brilho. Outro benefício é o estímulo à formação do colágeno, restituindo a elasticidade, o frescor e a juventude facial.

Vitamina E
O poder antioxidante da vitamina E combate os radicais livres diretamente, reduzindo as rugas e linhas de expressão e mantendo a pele jovem e saudável por muito mais tempo. A substância ainda ajuda a reduzir a produção da colagenase, uma enzima que destrói o colágeno, responsável por dar firmeza e elasticidade à pele.
Além disso, ela ajuda a proteger a pele contra a radiação solar, contra as toxinas da poluição e dos efeitos que o frio ou o calor excessivos podem causar à pele. Ela também ajuda a hidratar peles ressecadas, sendo uma boa aliada das peles sensíveis.

Ácido hialurônico
O ácido hialurônico é uma molécula já presente no organismo, responsável por atrair e reter a água na pele, garantindo mais viço, firmeza e textura homogênea. “Apesar disso, depois dos 25 anos de idade, sua quantidade no organismo começa a diminuir e surgem os primeiros sinais de envelhecimento, como rugas e ressecamento”, diz o especialista.
Esta substância é indicada para mulheres com flacidez facial, já que ajuda a recuperar a água perdida, preenchendo os espaços entre as células, sendo responsável por manter e devolver a elasticidade da pele. Ele previne a integridade das fibras de colágeno, devolvendo a firmeza e o viço até aos tecidos mais danificados.

Ácido glicólico
Este ácido facilita a penetração de substâncias na pele, além de possuir ação de radicais livres e auxiliar na formação de colágeno. “Ele reduz a espessura da pele, com efeito esfoliativo, propiciando clareamento e estimulando síntese de colágeno na derme”, explica ele. Assim, ele  age na reversão e prevenção do envelhecimento cutâneo, na melhora de manchas, de cicatrizes de acne estrias, além de fechar os poros e melhorar a acne.

Ácido tranexâmico
O ácido tranexâmico é utilizado há muito tempo na medicina, mas sua aplicação para o tratamento de melasma é mais recente. Muitos estudos têm comprovado a sua eficácia no tratamento de hiperpigmentações como melasma, marcas residuais de acne e manchas solares.
O cirurgião plástico esclarece que sua ação é diferenciada de outros clareadores porque inibe a conversão do plasminogênio em plasmina, substância liberada sempre que a nossa pele sofre uma agressão como a exposição solar, inflamação da acne ou um machucado. “A plasmina estimula fatores inflamatórios que vão aumentar a produção de melanina na pele. Ao inibir a plasmina, inibe-se o estímulo da produção de melanina e a inflamação”, explica ele. Além de clarear as manchas, ele uniformiza o tom da pele.

Deixe uma resposta