DECORAÇÃO

Decoração e planejamento de apartamentos pequenos se tornam principal foco de arquitetos

Fotos: Divulgação/Nath Leme –

As grandes cidades não param de crescer, assim como a população, que se multiplica pelos grandes centros urbanos. À medida que isso acontece, os espaços, principalmente de apartamentos, se tornam cada vez menores, dificultando a arquitetura e o design de interiores na hora de projetar. Acompanhando essa tendência a arquiteta Nath Leme, responsável pelo escritório Teagá Arquitetura, tem criado soluções para studios, lofts e plantas reduzidas de apartamento que vão de 26m a 50m.

A dúvida é como adaptar os projetos para ambientes que tendem a encolher? Uma das soluções mais aplicadas pela arquiteta é o conceito multiuso, que preza pela integração e pela multifuncionalidade de todos os cômodos da casa.

“É nosso trabalho, enquanto arquitetos, buscar soluções inteligentes e práticas para tornar o ambiente o mais funcional e aconchegante possível, apesar do pouco espaço.” Afirma Nath.

Falando sobre o conceito multiuso nada mais é do que a combinação de peças em um único ambiente, criando o melhor aproveitamento de cada metro quadrado. Principalmente em um projeto onde o maior desafio é justamente o pequeno espaço para fazer o melhor conceito.

Um apartamento pequeno precisa atender todas as necessidades de quem irá morar e unificar áreas é uma solução para aumentar a multifuncionalidade e a sensação de amplitude. Um exemplo desse conceito são as cozinhas americanas, com o uso de uma ilha para cozinhar, a bancada em volta pode ser usada como apoio e, ao mesmo tempo, substitui uma mesa de jantar. Quanto menos paredes e interrupções houver em um ambiente, maior será a amplitude, afinal, isso facilita a entrada de luz e ventilação. Outra forma é o uso de revestimentos únicos, como pisos iguais, teto no mesmo nível e iluminação linear. A decoração e a composição das cores também devem ser coesas nos ambientes integrados, sem grandes contrastes.

Outra dica importante que Nath sempre acrescenta em seus projetos é o uso dos espelhos, um dos truques mais antigos da arquitetura, porém que não saem de moda. O espelho serve justamente para deixar o apartamento visualmente mais aberto e arejado. A utilização deles amplia a iluminação, cria uma importante profundidade ao refletir as linhas do ambiente e com isso criar a percepção de que o espaço é maior. Existem diversas formas para variar as muitas possibilidades do uso de espelhos, mas sempre tomando o cuidado para não refletir muita coisa e o ambiente ficar poluído, é sempre válido a análise do profissional.

Sobre o custo, o projeto pode sair mais barato do que se imagina. Um projeto bem desenhado para um ambiente compacto se torna totalmente necessário, para que o cantinho possa ter muito conforto e praticidade, e você economiza na hora de reformar.


Nath Leme – Foto: J. Domingos

Deixe uma resposta