CULTURA E LAZER

Espetáculo “Momo e o Senhor do Tempo” estreia no Teatro Alfredo Mesquita

Foto: João Caldas  –   

Com estreia no dia 15 de janeiro, espetáculo debate e reflete o significado do tempo com crianças e seus familiares, e circula por cinco teatros da cidade até fevereiro

 Tem nome e sobrenome a criatividade nas montagens e a qualidade nas produções no teatro infanto-juvenil: Carla Candiotto. E a boa nova é que tem espetáculo saindo do forno. Quem conhece a atriz e diretora ou já se divertiu em família, assistindo suas criações, sabe que pode esperar por coisa boa vindo por aí. Adaptação teatral do livro O Senhor do Tempo, de Michael Ende, o espetáculo Momo e o Senhor do Tempo segue a ideia de dialogar com crianças e adultos, predominantemente por meio do humor, com tiradas inteligentes e montagens exigentes em termos de cenários, figurino, luz e música.

A estreia acontece no Teatro Alfredo Mesquita, em Santana, onde faz sessões dias 15 e 16 de janeiro. A montagem será apresentada dias 22 e 23 no Teatro João Caetano, dias 29 e 30 de janeiro no Teatro Cacilda Becker, dias 5, 6 de fevereiro no Teatro Arthur Azevedo e dias 12 e 13 de fevereiro no Teatro Paulo Eiró. Sempre com entrada franca.

Com cenário de André Cortez, iluminação de Wagner Freire, figurino de Chris Aizner, vídeo mapping de André Grynwask e direção de produção de Rodrigo Matheus, Momo tem o elenco formado pelos atores Camila Cohen, Eric OliveiraErnani Sanchez, Fabrício Licursi e Victor Mendes, todos de forte tendência corporal e com grande experiência e relevância no cenário teatral brasileiro. Em 25 anos de trajetória artística, Carla construiu uma reputação que lhe garante um lugar de prestígio nesse cenário e também lhe cobra a responsabilidade de estar sempre se superando. A diretora sabe que, quando uma criança percebe seu pai ou mãe se divertindo numa atividade junto com ela, isso cria uma cumplicidade importante na relação familiar. E os aproxima.

Escrita a seis mãos, por Carla Candiotto, Victor Mendes e Aline Moreno, a adaptação retrata a importância do tempo na vida das pessoas e a melhor forma de aproveitá-lo.  A menina Momo (Camila Cohen) aparece misteriosamente em uma cidade e vai morar nas ruínas de um antigo teatro abandonado. Lá, onde as crianças desaprenderam a brincar, pouco a pouco ela as ensina a redescobrir esse prazer. Com empatia e atenção, ouve as pessoas, valoriza a relação entre os amigos, os encontros e as ideias diferentes.

Tudo parece fazer sentido até que um acontecimento inesperado tira o sossego de todos. Os Homens de Cinzas surgem com a finalidade clara de comprar o tempo das pessoas. O tempo para a brincadeira, o tempo para conversar com os amigos, o tempo de olhar as formigas, ou passear, é roubado e trocado por uma moeda que deixará todos tristes. A missão dos Homens de Cinza é convencer as pessoas de que elas devem “economizar” seu tempo, entregando-o a eles. Na real, eles sugam e estocam o tempo do povo com a desculpa de ajudar a poupar mais. Momo e seus amigos precisam agir rapidamente. Precisam de um plano para enfrentar o inimigo e recuperar o “tempo perdido” de todos.

Serviços: Momo e o Senhor do Tempo
Dias 15 e 16/01 – Teatro Alfredo Mesquita, às 16h.
Avenida Santos Dumont, 1770 – Santana –  São Paulo . Telefone: (11) 2221-3657. Capacidade 198 pessoas

Dias 22 e 23/01 – Teatro João Caetano, às 16h.
Rua Borges Lagoa, 650 – Vila Clementino – São Paulo. Telefone: (11) 5573-3774. Capacidade Total: 438 lugares

Dias 29 e 30/01 – Teatro Cacilda Becker, às 16h.
Rua Tito, 295 – Lapa, São Paulo – SP. Telefone: (11) 3864-4513. Capacidade: 198 pessoas.

Dias 05, 06/02 –  Teatro Arthur Azevedo, às 16h.
Av. Paes de Barros, 955 – Alto da Mooca, São Paulo – SP. Telefone: (11) 2604-5558. Capacidade: 349 lugares

Dias 12 e 13/02 – Teatro Paulo Eiró, às 16h
Av. Adolfo Pinheiro, nº 765. Alto da Boa Vista – Santo Amaro. Telefone: (11) 5686-8440. Capacidade: 467 lugares

Deixe uma resposta