EDUCAÇÃO

Programa mundial da Microsoft capacita mulheres nas áreas de tecnologia

Businesswoman discussing computer program with female colleague at desk in creative office

Foto: Luis Alvarez Crédito: Getty Images  –  

DigiGirlz desenvolve habilidades nas áreas de ciência, tecnologia e matemática, qualificando brasileiras para o mercado de trabalho do futuro e promovendo maior igualdade de gênero no setor

Já está no ar a nova edição do DigiGirlz, programa mundial da Microsoft de capacitação de mulheres para os setores de tecnologia, ciência, matemática e engenharia. No Brasil, por meio de parceria com a ONG Recode, o projeto conta com dois cursos on-line e gratuitos, seguidos por um ideathon, que é um desafio em grupo para desenvolvimento de uma proposta sobre o tema: “Mulher: tecnologia é pra você!”.

Mais de 65 mil mulheres por todo o mundo já participaram do DigiGirlz e tiveram suas vidas transformadas após a experiência.

A poderosa aliança entre a Recode e a Microsoft, que já dura 23 anos, busca encorpar o time de talentos brasileiros no segmento de TI, um dos segmentos mais promissores do mundo de trabalho do futuro, e promover a igualdade de gênero nos setores de ciência, matemática, tecnologia e engenharia, onde as mulheres ainda têm pouca participação.

De acordo com relatório da Unesco, a escassez de mulheres nessas áreas é um problema global: no mundo, apenas 35% dos alunos no ensino superior em cursos de exatas são mulheres, e apenas 3% das mulheres no ensino superior optam por estudar cursos em tecnologias de informação e tecnologia. Já no mercado de trabalho, os números costumam ser ainda mais baixos: no mundo tecnológico, principalmente no mundo do software, a representação feminina costuma não ultrapassar 10%.

Os cursos do DigiGirlz são 100% gratuitos e on-line, abertos a qualquer mulher acima de 18 anos de todo o Brasil. Basta se inscrever pelo https://go.recode.org.br/digigirlz/ e selecionar as trilhas de Tecnologias Para o Futuro (40 horas) e Jornada Inspiracional da Metodologia Recode (10 horas).

Deixe uma resposta