EDUCAÇÃO

 Torneio de Sustentabilidade abre inscrições para projetos sobre reciclagem

Foto: Divulgação/Instituto Alpha Lumen  –

Estão abertas as inscrições para o 1º Torneio Brasileiro de Sustentabilidade (TBS), realizado pelo Instituto Alpha Lumen, com patrocínio da Ball, líder mundial em embalagens sustentáveis de alumínio. O objetivo do projeto é conscientizar os jovens, as crianças e as suas comunidades sobre sustentabilidade ambiental, buscando soluções criativas para aperfeiçoar o ciclo da reciclagem como um todo; desde a qualidade de vida dos trabalhadores que atuam nesse ramo até inovações nos processos em si. As inscrições podem ser realizadas até o dia 09 de outubro pelo site www.alphalumen.org.br.

O desafio dos participantes será propor melhorias na cadeia que impactem positivamente as comunidades de trabalhadores, as empresas e a sociedade como um todo, desde a coleta devida dos materiais, passando pelo descarte adequado até a reutilização ou reciclagem. Os projetos deverão considerar temas como o reaproveitamento dos resíduos sólidos, o consumo de energia e a economia circular, entre outros.

 Como funciona o desafio?

O torneio está aberto para estudantes brasileiros, de países onde o português é a língua oficial e de comunidades brasileiras fora do Brasil. Estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental até universitários estarão divididos em cinco grupos, cada qual com desafios adequados às idades dos participantes. Cada indivíduo ou equipe poderá inscrever apenas um projeto, que obrigatoriamente deve ser orientado por um professor, exceto os universitários, que podem optar ou não pela orientação.

Para as crianças do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental I,  o torneio propõe a criação de um desenho para sensibilização sobre a importância que o meio ambiente deve ter para a sociedade.

O grupo que vai do 6º ao 8º ano do Fundamental II deve propor uma ação pontual que aumente a quantidade de materiais descartados corretamente em casa ou na comunidade e uma campanha em vídeo.

No Ensino Médio e Técnico Profissionalizante, o desafio é propor soluções sobre o tema gestão de resíduos ou ações de valorização dos profissionais da cadeia da reciclagem.

Já os universitários devem solucionar um problema recorrente, vivenciado ao longo dos processos da cadeia. O projeto deverá ser aplicado junto às cooperativas de catadores de materiais recicláveis locais. Também podem optar por soluções para a reciclagem de latas de alumínio ou apresentar uma iniciativa pré-existente, já implementada entre 2019 e 2020.

Os melhores projetos serão premiados com certificados, troféus e outros reconhecimentos, que vão desde tablets e laptops até prêmios em dinheiro. O resultado final será divulgado no dia 12 de novembro.

Deixe uma resposta